Tecban, que administra Banco 24 horas, vê transações crescerem 10% em 2019

Aline Bronzati

21 de abril de 2020 | 05h00

A TecBan, que administra a rede Banco24Horas e tem os grandes bancos como sócios, registrou 2,1 bilhões de transações no ano passado, número quase 10% maior em relação a 2018. O crescimento ocorre em meio a um esforço do Banco Central de ampliar o uso dos caixas eletrônicos (ATM, na sigla em inglês), por parte das fintechs e seus clientes, cujo acesso tem sido dificultado pelos grandes bancos.

Segundo plano. Uma consulta pública sobre o tema, encerrada em fevereiro, atraiu quase 1.300 sugestões. Uma circular por parte do BC para viabilizar o acesso de fintechs e bancos menores às redes de caixas eletrônicos no Brasil em condições isonômicas às dos grandes players era esperada para o primeiro semestre deste ano, o que deve atrasar em meio à pandemia de coronavírus.

Reforço. Enquanto isso, a TecBan ampliou seu parque de máquinas do Banco24Horas no ano passado. A empresa instalou 750 novos caixas eletrônicos em todo o Brasil, levando o acesso aos serviços bancários para 117 cidades e cerca de 4,5 milhões de pessoas. A região Nordeste recebeu 46% dos novos equipamentos, ao longo do último ano. No total, a rede conta com mais de 23 mil caixas eletrônicos.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: