Tentativas de fraude crescem muito, mas bem menos que o e-commerce

Tentativas de fraude crescem muito, mas bem menos que o e-commerce

Marcelo Mota

03 de fevereiro de 2022 | 05h30

Tentativas de fraudes evitadas aumentaram 66% em 2021   Foto: Tiago Queiroz / Estadão

A explosão das compras on-line fez sombra até às fraudes aplicadas nesse meio. A participação das tentativas fraudulentas no total de pedidos feitos no comércio eletrônico brasileiro encolheu entre 2020 e 2021, de 2,07% para 0,94%, de acordo com o Raio-x da Fraude, relatório que a Konduto, vertical de antifraudes que a empresa de inteligência analítica Boa Vista, divulga ao mercado nesta quinta-feira. Em valores, as compras “fake” também corresponderam a menos da metade da fatia envolvida no anterior, de 3,07%, em 2020, para 1,35%, no ano passado.

Isso não significa, porém, que os golpistas tenham se acanhado. Tom Canabarro, diretor de Soluções Antifraude da Boa Vista Serviços, salienta que foram as vendas reais que, impulsionadas pela pandemia, cresceram muito mais que a ação dos criminosos. Em números absolutos, as tentativas de fraude evitadas pelo serviço Konduto aumentaram 66% em 2021, atingindo 25 milhões, contra 15 milhões de golpes frustrados no ano anterior. Essas tentativas evitadas somaram R$ 7,27 bilhões, ante R$ 3,5 bilhões em 2020.

O valor médio das fraudes abortadas subiu 3,8 vezes, de R$ 289,21, em 2020, para R$ 321,77, no ano passado. Já as compras reais mantiveram seu tíquete médio praticamente estável, de R$ 116,96 para R$ 122,66, entre um ano e outro.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 02/02/22, às 16h21.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.