TIM adia para este mês ativação do 5G em cidades do interior

TIM adia para este mês ativação do 5G em cidades do interior

Circe Bonatelli

02 de outubro de 2020 | 05h05

Loja da TIM na Av. Paulista, em São Paulo. Crédito: Divulgação da empresa

Loja da TIM na Av. Paulista, em São Paulo. Crédito: Lucas Galli/Divulgação

A TIM Brasil adiou para meados de outubro o lançamento de suas primeiras redes comerciais de 5G. A operadora previa ativar o sinal em setembro, em três cidades do interior do País – Bento Gonçalves (RS), Itajubá (MG) e Três Lagoas (MS). Procurada, a tele não informou o motivo da postergação e reafirmou que “todas as implementações estão em andamento”. Os fornecedores de equipamentos serão Ericsson, Huawei e Nokia.

Primeiros passos O 5G já começou a ser ativado por Claro e Vivo em São Paulo, Rio e outras capitais. A Oi ainda não tem uma data definida para entrar nesse circuito. Todas as teles estão oferecendo o 5G por meio da tecnologia DSS (dynamic spectrum sharing), que pega emprestado um pedaço das faixas de radiofrequência nas quais já trafegam os sinais do 4G.

Quase lá. O 5G DSS é um avanço na conexão, mas ainda está muito abaixo da velocidade alta de navegação e da latência baixa, principais vantagens do 5G “definitivo”. Para isso acontecer, as operadoras dependem do leilão das faixas de radiofrequência a ser realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) no ano que vem.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: