Tivit vai investir R$ 50 milhões em cibersegurança até 2025

Tivit vai investir R$ 50 milhões em cibersegurança até 2025

Elisa Calmon

07 de janeiro de 2022 | 05h40

Empresas da América Latina devem investir US$ 1,33 bi para combater ameaças digitais  Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A onda de negócios gerada como consequência do avanço da epidemia de ataques hackers contagiou empresas brasileiras com vocação para atuar na área de defesa virtual. A Tivit, multinacional de tecnologia “made in Brazil”, vai investir, até 2025, R$ 50 milhões na Cybersec, unidade de negócios de cibersegurança criada em 2020.

A divisão tem como meta para este ano triplicar o faturamento e ampliar de 30 para 100 o número de clientes. Segundo estudo encomendada pela CyberSec à consultoria IDC, as empresas da América Latina devem investir US$ 1,33 bilhão em serviços para detecção e combate às ameaças digitais até 2024.

Para abocanhar uma fatia desse bolo, a unidade de negócios mira em três pilares: tecnologia, processos e pessoas, conta André Futuro, head da CyberSec. O aporte tem como foco a aquisição de laboratório forense para análises tecnológicas, contratações, parcerias com fabricantes, além de investimentos na área comercial e de marketing.

O investimento tem espaço para crescer além dos R$ 50 milhões, já que o montante não contempla possíveis aquisições no período, que podem surgir por meio do apoio da TIVIT Ventures.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 06/01/22, às 18h28.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.