‘Torcedores’ da Oi nas redes sociais festejam novo plano como gol

‘Torcedores’ da Oi nas redes sociais festejam novo plano como gol

Circe Bonatelli

10 de setembro de 2020 | 05h30

Foto: Renata Melo/Oi

O crescimento no número de pessoas físicas na Bolsa incluiu no mercado financeiro um grupo de investidores pequenos, mas eufóricos, que acompanham as ações do mesmo jeito que um torcedor olha seu time de futebol da arquibancada. Para esse grupo, a assembleia de credores da Oi na última noite foi como uma final de campeonato. Foram 850 citações aos papéis OIBR3 e OIBR4 no Twitter no dia da assembleia, o quádruplo da média diária, segundo levantamento da consultoria analítica Bites. O evento, que durou 12 horas, contou até mesmo com narração ao vivo por um canal do Youtube, com mais de 7 mil pessoas assistindo.

A grande aposta. OIBR3 e OIBR4, os tickers da Oi, são algumas das ações mais populares entre investidores dispostos a assumir grandes riscos na expectativa de uma forte valorização. A operadora atravessa recuperação judicial e tem um plano de reestruturação ambicioso, baseado na venda bilionária de ativos que dependia da aprovação dos credores. Após horas de assembleia e pressão dos bancos, a Oi conseguiu emplacar seu plano – para o êxtase de seus torcedores nas redes sociais.

Festa e chororô. “Vendo lenço para quem vendeu a Oi por medo, favor entrar em contato”, disse um usuário do Twitter. “Chuuuupa bancos”, provocou outro. “Rodrigo Abreu (CEO da Oi) para presidente do
Brasil em 2022?”, sugeriu outra postagem. “Parabéns a todos os verdadeiros investidores que não são mão de alface”, afirmou mais um acionista na rede social, cuja postagem também previa OIBR3 a R$ 2,70 no dia seguinte à aprovação. O papel, entretanto, fechou o dia em queda de 3,23%, a R$ 1,80.

Agora é sério. Falar em teses de investimento ficou mais comum com a queda dos juros e a migração dos investidores para a Bolsa. Mas, torcidas à parte, a influência desses debates no comportamento das
ações vem ganhando força, o que merece atenção especialmente quando a participação é de pessoas físicas, muitas sem educação financeira suficiente para avaliar os verdadeiros riscos do mercado. No dia da assembleia da Oi, o movimento de compra e venda das ações da tele superou em 20% as transações envolvendo a Petrobras, gigante do Ibovespa.

Tudo o que sabemos sobre:

Oirecuperação judicial

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: