‘Touro de Ouro’ furou bolha, mas recebeu mais críticas do que aplausos

‘Touro de Ouro’ furou bolha, mas recebeu mais críticas do que aplausos

Cristiane Barbieri

18 de novembro de 2021 | 05h25

Touro da B3 foi alvo de protestos e virou meme nas redes sociais     Foto: Tiago Queiroz /Estadão

O “Touro de Ouro” inaugurado pela B3 na terça-feira durou menos de um dia intacto. Amanheceu ontem com um cartaz colado no qual se lia a palavra “Fome” e foi alvo de manifestantes que protestaram contra o mercado financeiro e de capitais.

Nas redes sociais, porém, os ataques começaram assim que as primeiras fotos da escultura começaram a ser postadas, intercalados com memes por todos os lados. Num deles, o touro de Nova York recebeu a legenda “No Tinder” e o brasileiro a de “Ao Vivo”, numa alusão às decepções causadas pela rede de relacionamentos.

Reação à Faria Lima

Segundo a consultoria Bites, especializada em dados gerados pelas redes sociais, o touro furou a bolha do mercado financeiro. Foram 47 mil tuítes, em pouco mais de 24 horas. O número é equivalente a 38 vezes de tudo que se falou no Twitter no período, em relação as 92 ações das empresas listadas no Ibovespa. Segundo Manoel Fernandes, sócio da consultoria, foi um movimento que se restringiu sobretudo perfis mais à esquerda, numa reação contra a Faria Lima.

Procurada para saber se a intenção, ao lançar a estátua era gerar barulho, a B3 disse que “a escultura Touro de Ouro é uma iniciativa da B3, do economista Pablo Spyer e do artista plástico Rafael Brancatelli que homenageia a força e a coragem do brasileiro, além de ser um presente para a cidade de São Paulo, visando à revitalização do centro histórico da cidade. Esculturas de touro, que representam o otimismo com o mercado financeiro, estão presentes em centros financeiros de diversas cidades no mundo, como Nova York e Frankfurt.”

 

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 17/11/21, às 19h04.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

b3touro da B3redes sociais

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.