UBlink fecha parceria para buscar ‘lugar ao sol’ entre marketplaces imobiliários

UBlink fecha parceria para buscar ‘lugar ao sol’ entre marketplaces imobiliários

Circe Bonatelli

01 de julho de 2022 | 05h35

Empresa tem 1,8 mil imóveis em sua base de dados  Foto: Nilton Fukuda/Estadão

O site de classificados de imóveis UBlink, mais novo competidor do segmento que tem pesos-pesados como Zap, OLX, QuintoAndar e Loft, está dando musculatura ao seu plano de crescimento. A empresa acaba de fechar parceria com a gestora de recursos Cartesia, especializada em crédito imobiliário. O objetivo é oferecer financiamento a quem comprar uma residência por meio do site, e a expectativa é movimentar R$ 140 milhões em operações do tipo até o fim de 2022.

Por trás dessa parceria está a estratégia de reposicionamento das empresas de classificados, que já entenderam que não basta oferecer apenas um menu de imóveis para locação e venda. Essas companhias estão se transformando em marketplaces imobiliários, ou seja, plataformas que reúnem serviços agregados à jornada de comercialização de um imóvel, como financiamento, seguros, administração do bem, arquitetura e decoração, entre outros.

Empresa já tem parceria com Itaú e Santander para oferta de crédito

A UBlink nasceu em abril após uma gestação dentro desse modelo de marketplace e vem fechando parcerias desde então. Além da Cartesia, também conta com Itaú e Santander para oferta de crédito. Em breve deve anunciar parceria com uma fabricante de eletrodomésticos. Futuramente, um cliente que gostar de um item em exposição na planta decorada poderá comprá-lo no ato, em poucos cliques.

O sócio da UBLink, Rogério Santos (fundador da imobiliária Abyara), diz que o foco é melhorar “experiência do consumidor” e “aliviar as dores” da jornada da compra de imóvel. Embora a fala possa soar clichê, Santos ressalta que a digitalização do mercado imobiliário está apenas no começo e ainda há muitos serviços inovadores a serem explorados.

A startup criou, por exemplo, um aplicativo que permite ao consumidor apontar o celular para a fachada de uma casa e visualizar na tela as informações da planta e as condições da venda – algo inédito e bastante promissor, especialmente entre as novas gerações que não largam o celular.

Plano é ter 8 mil imóveis em base de dados até o fim do ano

Para isso fluir, será preciso massificar a base. A UBlink tem 1,8 mil imóveis em sua base de dados, restrita a oito bairros da cidade de São Paulo. Até o fim do ano, pretende chegar a 8 mil e agregar novas regiões. Esse crescimento será feito de forma gradual, medindo os desembolsos de caixa e a geração de receita, segundo Santos. A startup tem cerca de 50 funcionários e não quer atravessar um período de investimentos muito elevados e seguidos por demissões em massa como as vistas recentemente no QuintoAndar e na Loft.

Embora seja uma startup, a UBlink é tocada por veteranos. Os outros dois sócios são Arnaldo Curiati (também fundador da Abyara) e Vânia Gomes (ex-vice-presidente da IBM para América Latina).

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 30/06/22, às 17h40

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.