Uniasselvi contrata Bradesco para possível aporte de fundo

Coluna do Broadcast

15 Setembro 2017 | 05h00

O Bradesco está assessorando a Uniasselvi, empresa detida pelas gestoras Vinci e Carlyle, num processo que pode levar a aportes por parte de um novo fundo de investimento. O entendimento é de que o setor de educação segue no foco de investidores, o que pode ser uma oportunidade para obtenção de recursos para aquisições e expansão do ensino a distância (EAD). Apesar de conversas terem ocorrido com outras empresas no passado, o foco não é a venda para um competidor porque Vinci e Carlyle estão no negócio há pouco mais de um ano e não pretendem sair.

Venda. Outra rede de ensino superior, a FSG, do Advent, também foi colocada à venda. A gestora está sendo assessorada pelo BTG Pactual. Ofertas pelo ativo ainda não foram recebidas. O desafio neste caso está no cenário ainda incerto dos grandes consolidadores. A Estácio está em reestruturação e a Kroton já sofreu no Cade. Uma potencial candidata seria a Ser Educacional, mas a empresa não está olhando o negócio. Advent, Uniasselvi e Ser Educacional não comentaram. (Dayanne Sousa)

Siga a @colunadobroadno Twitter