Usina Santa Adélia obtém empréstimo de R$ 100 mi do BNDES pelo Renovabio

Usina Santa Adélia obtém empréstimo de R$ 100 mi do BNDES pelo Renovabio

Wilian Miron

11 de maio de 2021 | 21h52

FOTO: THIAGO TEIXEIRA/AE

A usina Santa Adélia contratou financiamento de R$ 100 milhões com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio do programa de crédito do RenovaBio, do Ministério de Minas e Energia (MME). Este é o primeiro contrato feito pela instituição financeira nesta modalidade, que tem prazo total de pagamento de até 96 meses, incluída carência de até dois anos.

Os recursos serão destinados à unidade produtora de biocombustíveis da usina, localizada em Jaboticabal (SP). O valor do empréstimo aprovado para a Santa Adélia é o máximo permitido por empresa nesta linha. Para os casos em que um mesmo grupo tem mais de uma usina no programa, o valor total pode chegar a R$ 200 milhões.

O Renovabio prevê descontos nas taxas de juros do financiamento, caso a empresa alcance as metas de redução de emissões de CO² estipuladas no programa. A Santa Adélia foi fundada em 1937, tem 3,8 mil funcionários e porte médio. Além de etanol e açúcar, ela produz 58,8 MWh por tonelada de cana de energia exportada.

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 11/05, às 18h15.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

usinabndesRenovaBiosanta adélia

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.