Uso de marca Estácio é vista como risco para Kroton no Cade

Coluna do Broadcast

07 de fevereiro de 2017 | 05h00

estácio_ricardo moraes_reuters_blog

(Foto: Ricardo Moraes/Reuters)

Um detalhe na análise do Cade para a fusão de Kroton e Estácio preocupa quem acompanha as empresas. O plano inicial da Kroton era vender o ensino a distância da Estácio e ficar com a marca. O parecer da Superintendência Geral do Cade, no entanto, enfatizou tanto o tema do investimento em marketing que, para um profissional do mercado, há ali um recado subliminar. Era como se o Cade dissesse: “não me venham com essa de vender empresa sem marca”. (Dayanne Sousa)

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tendências: