Vendas de material de construção têm nova alta em fevereiro

Vendas de material de construção têm nova alta em fevereiro

Circe Bonatelli

14 de março de 2021 | 05h30

Foto: Daniel Teixeira / Estadão

O mercado de materiais de construção continua aquecido. As vendas da indústria em fevereiro cresceram 8,6%, em relação ao mesmo mês do ano passado. Tiveram porém baixa de 1,4% na comparação com janeiro. Nos primeiros dois meses deste ano, a venda de insumos para construção já cresceu 10,1%. Os dados são deflacionados e foram antecipados à Coluna pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat).

Pela frente. A entidade estima crescimento de 4% nas vendas de 2021. Se confirmado, representará uma melhora expressiva em comparação com 2020, quando elas subiram perto de 0,5%. A pesquisa mais recente mostrou que, no acumulado dos últimos 12 meses até fevereiro, as vendas da indústria cresceram 1,4%.

Causa. Apesar da crise econômica, o consumo de materiais é crescente por parte das incorporadoras, que estão dando início às obras da muitos empreendimentos lançados nos meses anteriores. A demanda por materiais no varejo, para obras domésticas, também está aquecida desde o começo da pandemia. As pessoas têm feito reformas e melhorias no lar, já que têm passado mais tempo reclusas.

Consequências. Esse aquecimento, em parte inesperado devido à crise econômica, tem contribuído para acelerar a inflação no setor. O Índice Nacional da Construção Civil (INCC) acumula alta de 13,22% nos últimos 12 meses.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 11/03/2021, às 16:16:04. 

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

material de consruçãoAbramatINCC

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.