Vendas nos shoppings podem alcançar nível pré-pandemia em dezembro

Vendas nos shoppings podem alcançar nível pré-pandemia em dezembro

Circe Bonatelli

30 de outubro de 2020 | 05h00

Shopping em tempos de covid-19. Crédito da Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Shopping em tempos de covid-19. Crédito da Foto: Tiago Queiroz/Estadão

A recuperação constante nas vendas nos shopping centers tem animado empresários do setor, que começam a acreditar na possibilidade de encerrar o ano com um Natal saudável e vendas nos mesmos níveis do ano passado. Nada mal para um segmento que teve todos os 577 empreendimentos fechados em abril, durante a quarentena, e que mesmo após a reabertura nos meses seguintes ainda tem horários restritos de funcionamento.

Níveis. Levantamento da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) mostra que as vendas no fim de outubro chegaram a 82% do registrado no mesmo mês do ano passado. O balanço da Multiplan, dona de 19 estabelecimentos, apresentou vendas em 80,8% dos níveis pré-pandemia em outubro, com perspectiva de alcançar 85% em novembro.

Cautela 1. A estimativa de normalização das vendas, porém, enfrenta riscos. Um deles é a possível falta de produtos, já que as indústrias ainda lidam com desabastecimento pelas paralisações da quarentena e alta nos preços de insumos, comprometendo a retomada.

Cautela 2. Outro risco é a potencial nova onda de contaminações no Brasil, como tem acontecido na Europa. França e Alemanha voltaram a limitar as horas de abertura e o fluxo em lojas, bares e restaurantes.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 29/10/2020 15:21:39 .

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Tudo o que sabemos sobre:

shoppingsAbrasce

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: