Verde e Trust estão entre âncoras do IPO da Hapvida

Verde e Trust estão entre âncoras do IPO da Hapvida

Economia & Negócios

25 Abril 2018 | 04h00

Nomes como fundo Verde, gerido por Luis Stuhlberger, Trust Asset Management, M Square Investimentos, Gap Asset Management e Brasil Warrant estiveram entre os investidores âncoras da oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da operadora de planos de saúde Hapvida. No total, oito fundos participaram, sendo a maioria (75%) brasileiros. A maior participação dos nacionais se contrapôs ao resultado da oferta de Notredame Intermédica, na qual os estrangeiros foram a maioria. No restante da oferta, a participação dos investidores ficou dividida. Enquanto os brasileiros responderam por 58% das ordens colocadas e atendidas, os norte-americanos levaram 25% e os europeus 10%.

Vai bombar? A demanda total dos investidores chegou a 7 vezes a oferta da Hapvida, que movimentou R$ 3,4 bilhões. O excesso de demanda pode garantir uma boa estreia às ações da operadora na bolsa brasileira, hoje, 25. Com a concorrente NotreDame Intermédica, cujo IPO movimentou R$ 2,7 bilhões, a demanda foi superior a cinco vezes e os papéis subiram mais de 20% no primeiro pregão.

Siga a @colunadobroad no Twitter