Via Varejo vai enxugar conselho de administração

Via Varejo vai enxugar conselho de administração

Fernanda Guimarães e Aline Bronzati

02 de abril de 2020 | 05h00

– Dona das marcas Ponto Frio e Casas Bahia, a Via Varejo estuda reduzir o número de membros de seu Conselho de Administração, dos atuais nove para apenas cinco. Para isso, contudo, precisará alterar seu estatuto, que prevê o colegiado com um mínimo de sete cadeiras. Como a recente Medida Provisória flexibilizou o prazo das Assembleias Gerais Ordinárias (AGOs) das companhias de capital aberto, por conta da pandemia de coronavírus, a Via Varejo pretende fazer antes uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) e propor a mudança do estatuto. Depois de alterado, a nova chapa, com os cinco nomes, será votada em AGO. Pela MP, as empresas terão até julho para realização da assembleia. Procurada, a Via Varejo não comentou.

Na carne. A mudança no conselho da Via Varejo também ocorre no momento em que a XP Investimentos anunciou a venda de metade de sua posição na varejista, em meio à remodelagem de sua carteira na esteira da pandemia. A percepção é que, agora, não faz sentido ter uma exposição muito grande em uma varejista. A XP, que hoje tem dois indicados ao conselho, deverá ficar com uma cadeira. A venda por parte da corretora chamou a atenção também porque foi exatamente a XP que esteve ao lado do fundador da Via Varejo, Michael Klein (foto) , na recompra da companhia pelo empresário, quando o GPA saiu de seu capital, em um leilão na Bolsa.

Se vira nos 30. Com lojas fechadas por conta da quarentena, a Via Varejo está buscando saídas para seguir vendendo. Uma das estratégias tem sido colocar os funcionários das lojas físicas para venderem pelo Whatsapp. Outra mudança tem sido maior facilidade em atrair os funcionários mais disputados do setor – os da área de tecnologia. Com a possibilidade do trabalho remoto, os desenvolvedores, antes relutantes em ir trabalhar na sede administrativa da empresa, em São Caetano, passaram a encarar a empresa com bons olhos.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.