Vivara antecipa projeto por Dia das Mães e vê salto nas vendas

Vivara antecipa projeto por Dia das Mães e vê salto nas vendas

Talita Nascimento

10 de maio de 2020 | 05h20

 

 

Corredor vazio do Shopping Center Norte em São Paulo, que fecha as portas em meio a crise de pandemia do novo conoravirus – FOTO: DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO

São Paulo, 10/05/2020 – A Vivara antecipou um projeto, que aconteceria no decorrer do ano de 2020, para impulsionar as vendas de Dia das Mães em tempos de isolamento social. A empresa transformou lojas, que em sua maioria estão fechadas, em centros de distribuição. Desta forma, as compras aprovadas até as 17 horas, são entregues no dia seguinte. O resultado foi um salto de 695% na receita de vendas online entre os dias 1 e 6 de maio, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Sem contato? Antes da pandemia de covid-19, o e-commerce representava entre 7% e 8% das vendas da empresa. Com o digital como única opção, o canal teve “uma aceleração” nos últimos meses. O delivery express, como foi chamado o projeto que transforma lojas em centros de distribuição, funciona nas cidades de Belo Horizonte, Recife, Brasília, Rio de Janeiro, Curitiba e Campinas.

Mas de perto. Outra ação implementada que tem aumentado as vendas da marca é o projeto “Joias em casa”. A empresa começa a venda pelo WhatsApp e por telefone. O serviço é voltado aos clientes mais frequentes, de forma mais personalizada, com 130 vendedoras ativas. Esse modelo já representa aproximadamente 12% do comércio online da companhia.

 

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroadcast no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

Vivaracomércio eletrônico

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: