XP lança marketplace para aumentar gastos com seu novo cartão

XP lança marketplace para aumentar gastos com seu novo cartão

Cynthia Decloedt

09 de fevereiro de 2021 | 16h07

O ingresso da XP no disputado universo dos marketplaces, espécie de shopping center virtual, pretende dar impulso ao cartão de crédito da plataforma. Ele ainda não chegou ao grande público e tem lançamento previsto até março.

Por enquanto, o cartão está sendo distribuído a um número não revelado de clientes da XP, com acesso ao marketplace, por meio do qual podem ter a devolução de um porcentual do valor da compra nas lojas parceiras para ser investido ou sacado.

De acordo com Bruno Guarnieri, responsável pela área digital da XP, a ideia do Marketplace XP é potencializar o uso do cartão. “É uma alavanca para gerar gasto com o cartão”, disse, ao Estadão/Broadcast.

Cashback virará investimento na plataforma

O modelo do benefício é praticamente o mesmo que muitas instituições financeiras têm utilizado. No caso da XP, a “devolução” gerada nas compras de lojas parceiras se chama investback, porque é diretamente direcionadas para o Fundo Investback, que tem retorno equivalente à 99,5% do CDI. De acordo com Guarnieri, existem estudos em andamento para a oferta de outros fundos como opção de investimento relacionada ao marketplace. De todo o modo, os recursos estão livres no dia seguinte à compra, para serem resgatados e investidos da forma que o cliente achar adequado, completa Guarnieri.

Segundo ele, o cartão de crédito da XP deve chegar a todos os clientes até o fim de março. A expectativa é que, até o fim do ano, centenas de milhares de plásticos estejam na rua. Guarnieri diz, no entanto, ser cedo para prever o quanto o novo negócio deve gerar de valor para a XP. O fato é que a empresa tem tateado com cuidado a distribuição do plástico e também limitado o acesso ao marketplace para não errar na estratégia.

Cartão será apenas para clientes

Inicialmente, o cartão estará restrito apenas aos clientes XP. A plataforma também afirma que o número de 20 varejistas parceiros é adequado para conhecer mais profundamente as demandas dos clientes em termos de compras. Entre eles, estão Decathlon, Diesel, Camicado, KitchenAid, Americanas, Nike, RaiaDrogasil, FastShop, Cobasi e Ri Happy. Esse número, no entanto, vai aumentar.

De modo geral, o cliente recebe um mínimo de 2% de “devolução” do valor da compra nas lojas do marketplace, mas esse porcentual pode alcançar 10%, dependendo da estratégia. “Na virada do mês, ainda durante a fase de testes, fizemos uma campanha do esporte, em que oferecemos 10% de Investback”, diz.

Segundo ele, para o varejista a vantagem é o custo zero de aquisição do cliente. “O público da XP é muito consumidor e elitizado”, afirma.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 08/02/2021, às 18:36:45.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

XPcartão de créditomarketplacecashback

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.