XP Seguros quer crescer 30% em previdência, em 2021

XP Seguros quer crescer 30% em previdência, em 2021

Cristiane Barbieri

16 de março de 2021 | 05h02

XP, na sede da empresa Crédito: Matheus Lombardi/ XP

XP, na sede da empresa Crédito: Matheus Lombardi/
XP

 

Especializada em produtos de previdência, a XP Seguros diz que já passou pelo momento de expansão acelerada do início do negócio e se prepara para um crescimento não tão rápido em 2021, mas ainda a uma taxa expressiva. A expectativa é elevar em 30% a captação nos produtos de previdência, em 2021. Em 2020, o primeiro ano cheio da operação, iniciada em abril de 2019, a XP Seguros multiplicou por quatro o patrimônio dessas aplicações.

Hoje, a XP Seguros tem cerca de R$ 15 bilhões sob custódia nos produtos de previdência, em um mercado com 90% de concentração nos grandes bancos. Com clientes mais jovens, com média de 45 anos, contra média de 65 anos do mercado, a área tem buscado atuar com um pouco mais de risco e leva às pessoas uma ideia de planejamento de longo prazo, que permite uma carteira mais agressiva. “Até o cliente usar o benefício no futuro, o (risco) vai diminuindo”, afirma Roberto Teixeira, responsável pela XP Seguros.

Com base em números do setor, a XP Seguros já tem uma composição de carteira com peso maior de ativos de mais risco. No portfólio total, 17% são ações e 27% estão em fundos multimercado. Mais da metade ainda está em renda fixa. De modo geral, no mercado, as ações representam apenas 0,7% e os multimercado, 12,9%.

 

Esta reportagem foi publicada no Broadcast+ no dia 15/03/2021, às 15:08:00 .

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Siga a @colunadobroad no Twitter

Tudo o que sabemos sobre:

XPXP Seguros

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.