Preço do seguro de carros sobe 129% se motorista for jovem
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Preço do seguro de carros sobe 129% se motorista for jovem

Além disso, para seguradoras de SP, ter um homem ao volante é, na média, 12% mais arriscado do que segurar mulheres motorizadas

Gustavo Santos Ferreira

28 de janeiro de 2015 | 10h53

Se você for um jovem motorista e tiver retirado a sua carteira definitiva há pouco, prepare-se: vai gastar bem mais que o seu pai para fazer o seguro de seu carro. (Agora, no caso de o papai lhe ter dado o carro, provavelmente também é ele quem vai pagar pelo seu seguro, então, por gentileza, repasse para ele o link desta postagem.)

preco-do-seguro-de-carros-de-olho-nos-precos-1

Levantamento da BemMaisSeguro.com mostra que, na média, motoristas homens de 40 anos gastam anualmente R$ 2,3 mil com o seguro de automóveis. Se a pessoa tiver 30 anos, gastará R$ 3 mil com o seguro – 32% a mais. No caso dos motoristas de 20 anos, os gastos anuais saltam para mais de R$ 5,1 mil – 129% mais caro em relação aos motoristas com o dobro da idade.

>>>> Gasto com domésticas sobe mais de 12% em SP

>>>> Preços da gasolina deve subir 8% em fevereiro (VÍDEO)

A explicação parece óbiva: quanto mais experiência, menor risco. Em outras palavras, portanto, podemos dizer que é 129% mais arriscado um motorista de 20 anos guiar do que um de 40 anos.  E, por essa mesmo lógica, a pesquisa atenta para um fato sobre o qual muito machistinha por aí – e, infelizmente, ainda são tantos – torcerá o nariz peludo.

preco-do-seguro-de-carros-de-olho-nos-precos-2

Na média, as mulheres gastam em São Paulo R$ 2,7 mil por ano com seguro de automóveis. Os homens, R$ 3 mil. Ou seja, na prática, a máxima mulher no volante, perigo constante não passa de preconceito. Cobra-se em média 12% a mais para segurar o veículo guiado por um homem – logo, um homem ao voltante traz, para as seguradoras, 12% a mais de risco que as mulheres.

>>>> VAI TOMAR NO C…! Preço da cerveja causa manifestação

>>>> Leia mais no blog! 

O levantamento considera a cobertura básica cotada para um motorista residente na Vila Mariana, zona sul de São Paulo, dono de um Palio 1.0, zerado de fábrica. Leva em conta ainda 20 km rodados por dia, de casa ao trabalho. No exemplo utilizado, o motorista em questão para o carro na rua.

Doeu no bolso?

Deixe seu recado ou nos comentários, acima, ou por e-mail: