Por um futuro sustentável, Ambev cria programa para acelerar projetos que resolvam desafios socioambientais

Por um futuro sustentável, Ambev cria programa para acelerar projetos que resolvam desafios socioambientais

Amcham Brasil

02 Agosto 2018 | 13h36

Onde o seu negócio estará daqui 100 anos? Se isso parece uma data muito distante, do ponto de vista ambiental, pensar em 2118 é essencial para planejar, desde já, como reverter os danos ambientais causados pela atividade humana até agora. Chegamos ontem (01/08) ao Dia da Sobrecarga da Terra. Isso significa que esgotamos o estoque de recursos naturais que poderíamos usar para o ano inteiro – ou seja, estamos “no negativo” com a natureza. Em meio a destruição de habitats naturais, poluição de recursos hídricos, descarte incorreto do lixo e aumento da temperatura global, como podemos resolver tantos problemas complexos?

Colaboração é caminho para resolver problemas da sustentabilidade nas empresas

Planeta terra primeiro. Crédito: Gem Lauris, Unsplash

Trabalhar sozinho neste quesito é impossível. A partir dessa conclusão, a Ambev criou a plataforma socioambiental 100+, reunindo cinco grandes compromissos globais de sustentabilidade a serem adotados pela empresa até 2025. A ideia é reunir diversos atores para o debate, chamando parceiros e outras organizações para se juntarem na construção de um planeta mais sustentável para o futuro.

“Lançamos essa plataforma que engloba os nossos objetivos e também para abranger nossa cadeia de fornecimentos, parceiros, clientes. Por sermos uma empresa grande, podemos ser um exemplo para os outros. O comprometimento junto a sustentabilidade vai gerar efeito manada e vai trazer outras empresas nesse compromisso”, explica Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de Sustentabilidade e Suprimentos da Cervejaria Ambev.

Os grandes desafios lançados pela Ambev abrangem gestão da água, agricultura sustentável, embalagem circular, mudanças climáticas e empreendedorismo. A empresa assumiu cinco ambiciosas metas a serem alcançadas nessas áreas. Entre elas, estão ter 100% das embalagens retornáveis ou feitas com conteúdo majoritariamente reciclado; 100% da energia elétrica usada nas operações proveniente de fontes renováveis (sem contar hidrelétricas) e capacitar todos os pequenos fornecedores da marca para que desenvolvam seus negócios de maneira mais eficiente. Esses compromissos estão fortemente alinhados com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, agenda mundial adotada por diversos países em 2015.

No caso específico do Brasil, Figueiredo lembra que a empresa já atua fortemente em questões relacionadas à água e a eficiência da agricultura. Os maiores desafios nacionais, para ele, serão as questões climáticas e também a gestão de resíduos e embalagens. “A questão das embalagens retornáveis ou feitas com material reciclado é uma das metas mais ambiciosas. Tem uma questão se o Brasil está preparado para a questão do reciclado, da coleta seletiva. Junto com a comunidade em geral, prefeituras e com a educação da população, vejo como um dos maiores desafios”, opina.

 

Acelerando boas ideias

Dentro da Plataforma, a multinacional também lançou a Aceleradora Ambev. A ideia é apoiar ideias e projetos de outras organizações, universidades e startups que ajudem a solucionar esses grandes desafios. Qualquer pessoa que tenha uma ideia ou projeto com potencial pode se inscrever e ter a chance de entrar no programa. Ao menos 20 ideias serão selecionadas globalmente para receber mentoria de especialistas da Ambev, do Pacto Global da ONU e de ONGs parceiras, como a The Nature Conservancy (TNC) e WWF. Ao fim do programa, as melhores ideias terão a chance de receber investimento da Ambev ou de outros investidores interessados. “A ideia é levar o know how da Ambev em gestão de projeto e um expertise em aceleração junto a esses especialistas”, relata.

As inscrições podem ser feitas neste site aqui e abrem oficialmente na quinta-feira, 02/08, e ficam abertas até o dia 14/09. O resultado dos selecionados acontece no início de outubro e, a partir do meio do mês, começa o programa de aceleração. Em fevereiro de 2019, está previsto o painel para escolher quais iniciativas receberão investimento financeiro da Ambev e outros fundos.

 

Prêmio ECO

36ª edição do Prêmio ECO Amcham & Estadão está com inscrições abertas. A iniciativa da Amcham, que reconhece e premia os melhores cases de sustentabilidade empresarial, recebe inscrições até o dia até 31/08.

Aberto a empresas de todos os segmentos e portes, o Prêmio ECO deste ano está focado em trazer mais iniciativas sobre inclusão e diversidade. “O Prêmio ECO não é só sobre ecoeficiência. Ele também reconhece projetos dos vários subtemas da Sustentabilidade”, Daniela Aiach, diretora de eventos e responsável pela premiação.