Ciro, a intervenção do BC para segurar o dólar não queimou reservas cambiais

Ciro, a intervenção do BC para segurar o dólar não queimou reservas cambiais

O pré-candidato a Presidência da República Ciro Gomes acusa o Banco Central de gastar mais de 70 bilhões de dólares para segurar a desvalorização do real nas últimas semanas, e olhando os dados divulgados pelo BACEN o gasto foi de zero dólares. Vamos aqui explicar qual foi o erro dele.

Alexandre Cabral

22 Junho 2018 | 05h20

Está rolando no Facebook um vídeo onde o pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT) fala, durante 15 minutos, sobre economia em geral. O vídeo foi gravado durante o evento Unica Fórum 2018, organizado pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Única). Eu digo para vocês que concordo com 70% do que ele disse durante o discurso. Porém, em um trecho, ele cometeu um erro grave, especialmente para quem já foi ministro da Fazenda. Ciro disse o seguinte:

Foto: Fábio Motta

“(…) O Brasil na semana passada torrou 10% das suas reservas cambiais, estipendiando uma taxa de câmbio absolutamente insustentável. 10%! E vão queimar mais 10% essa semana. E, no fim, vão se render à evidência de que a taxa de câmbio brasileira não vai resistir ao ataque especulativo (…)”

Mas as informações dadas pelo pré-candidato sobre as ações que o governo vem adotando na área cambial estão equivocadas. Vamos explicar em partes:

a. O Banco Central interveio, sim, para segurar a desvalorização do real nas últimas semanas.

b. A intervenção foi feita via derivativo.

c. O derivativo utilizado pelo BC é conhecido como SCS ou Swap Cambial. Nesse tipo de operação, os bancos ficam aplicados na variação do dólar frente ao real, mais uma taxa de juros, e ficam devedores na variação da taxa Selic. Isso quer dizer que, se houver valorização do dólar frente à nossa moeda em percentual superior à variação da Selic, os bancos ganham essa diferença, mais a taxa de juros contratada. Logo, se eles acham que haverá forte desvalorização do real frente ao dólar, vale a pena adotar essa estratégia e fazer os contratos de swap cambial oferecidos pelo BC.

d. Nenhum derivativo no Brasil pode ser liquidado em uma moeda diferente do real. Nenhum!

e. Portanto, ao oferecer contratos de Swap Cambial, o Banco Central não toca nas nossas reservas de moeda americana, já que todas as operações são liquidadas em reais. Simples assim.

 

Para comprovar isso, consultei o site do BC e peguei os dados de estoque das nossas reservas nos últimos meses.

30Abr18:             US$ 379,98 bilhões

30Mai18:             US$ 382,55 bilhões

08Jun18:              US$ 382,26 bilhões

19Jun18:              US$ 381,94 bilhões

Eu pergunto: onde está a queda de 10%? Se o Ciro Gomes tem algum número diferente do divulgado pelo Banco Central, favor publicar.

 

Ciro, eu continuo dizendo: você é muito inteligente, mas tem horas que você se emociona demais nos discursos e acaba se perdendo com dados que são bem objetivos. Como ex-ministro da Fazenda, fica um pouco estranho cometer esse tipo de erro, dizendo que o BACEN vendeu mais de 70 bilhões de dólares para segurar a desvalorização do real, isso não existiu, só olhar os números da Reserva Cambial.

 

Edição: Patrícia Monken