Ações da Petrobrás têm forte alta após declaração de Lobão

Bianca Pinto Lima

19 de junho de 2012 | 16h11

Agência Estado

Texto atualizado às 17h40

As ações da Petrobrás fecharam em forte alta nesta terça-feira, 19, após a declaração do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, de que o governo está preocupado com os efeitos do congelamento dos preços dos combustíveis para o caixa da estatal. O papel ON subiu 4,82%, enquanto o PN teve valorização de 3,97%. Já a Bolsa ganhou 1,78%, aos 57. 195 pontos.

Com a fala desta terça-feira, durante evento da Rio+20, Lobão alinha a sua posição com a da presidente da empresa, Maria das Graças Foster, de que é possível reajustar os valores. Na semana anterior, o ministro havia negado esta hipótese. “Temos a preocupação com a Petrobrás, porque os preços não sobem há muito tempo. Mas tem que ser analisado com todo o cuidado para não complicar a inflação”, disse.

Lobão reiterou ainda a possibilidade de o gerente-executivo da Petrobrás, José Carlos Vilar Amigo, assumir a diretoria internacional da empresa, como havia informado mais cedo. “Essa é uma hipótese”, ressaltou. E afirmou também que não há pressa em definir o destino das concessões do setor elétrico com vencimento a partir de 2015.

(com Fernanda Nunes, da Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:

açõesBovespaLobãoPetrobrás

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.