Ações da RIM caem mais de 18% em Nova York

Estadão

29 de junho de 2012 | 15h20

Álvaro Campos, da Agência Estado 

TORONTO – As ações da fabricante de aparelhos de telefonia celular canadense Research in Motion (RIM) operam em forte queda nesta sexta-feira, após a companhia ter divulgado resultados decepcionantes na noite de ontem. Por volta das 14h55 (de Brasília), os papéis caíam 18,51% na Nasdaq. Com a queda, o valor de mercado da fabricante do BlackBerry caiu abaixo de US$ 4 bilhões, ou menos de 5% da capitalização recorde da companhia, atingida em 2008.

A RIM divulgou ontem que o BlackBerry 10, no qual está apostando todas as suas fichas, não será lançado em 2012, ou seja, perderá a época da volta às aulas nos EUA e também as festas de fim de ano. A companhia teve um prejuízo de US$ 518 milhões no seu primeiro trimestre fiscal (encerrado em 2 de junho) e uma queda de 33% na receita. Além disso, foi registrado o primeiro prejuízo operacional em mais de sete anos. Para combater a situação, a RIM planeja demitir até 5 mil funcionários, pouco menos de um terço da sua força de trabalho atual, de 16,5 mil pessoas.

Analistas acreditam que, mesmo após o lançamento da nova versão do BlackBerry, a companhia não será capaz de competir em pé de igualdade com outros fabricantes de smartphones, como a Apple, o Android (do Google) e agora a Microsoft. Em comunicado, a RIM disse hoje que “os clientes ficarão maravilhados com a qualidade, variedade e quantidade de aplicações na plataforma do BlackBerry 10”. As informações são da Dow Jones.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.