Bolsa de Tóquio fecha em queda após enfraquecimento do dólar e baixas em Wall Street

Estadão

12 de junho de 2013 | 08h11

Lucas Hirata, da Agência Estado

TÓQUIO – As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em queda moderada uma sessão volátil desencadeada pelo recuo acentuado do dólar na terça-feira e pelas baixas em Wall Street. O índice Nikkei caiu 0,2%, para 13.289,32 pontos, depois de recuar 1,5% na sessão anterior.

O Nikkei já registra perdas em cinco dos últimos seis sessões, cedendo 1,8% ao longo do período.

Os níveis de participação foram leves, com um volume total de apenas 2,99 bilhões de ações sob o valor de 2,27 trilhões de ienes. O resultado mostrou o volume mais leve desde 2 de maio.

“Os agentes estrangeiros estão se afastando do mercado por causa de uma série de razões, incluindo a ruptura na tendência de enfraquecimento do iene, a falta de ajuda Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) para o mercado e a alta volatilidade”, disse o gestor de ações em uma corretora estrangeira. “Com o vencimento e rolagem de futuros e opções do Nikkei chegando na sexta-feira, as chances de uma maior volatilidade nos dias antecedentes são o suficiente para desencorajar algumas compras”.

Os principais índices caíram logo no início da sessão, com o Nikkei recuando sob a marca de 13.000 pontos em reação a um amplo declínio nas ações dos EUA na terça-feira e a queda do dólar.

Ontem, as bolsas de Nova York fecharam em queda com as preocupações dos investidores com os limites das políticas dos bancos centrais, incluindo o BoJ e o Fed, pesando sobre os índices.

Além disso, traders disseram que permaneceu uma certa angústia na sessão de Tóquio, depois que o Banco do Japão manteve sua política monetária inalterada, sem estender a duração dos empréstimos de baixo custo das operações de fornecimento de fundos.

As montadoras estiveram entre os pesos pesados mais vendidos na quarta-feira. A Honda Motor caiu 1,7%, a Toyota Motor perdeu 1,8% e a Suzuki Motor recuou 4,3%.

No setor financeiro, a Mitsubishi UFJ Financial Group caiu 1,8%, a Dai-ichi Life Insurance teve queda de 2,5%, a Nomura Holdings cedeu 0,8% e a Sumitomo Realty & Development perdeu 4,2%.

Ásia

Os mercados de ações da Austrália e da Coreia do Sul fecharam em queda nesta quarta-feira, com aversão ao risco nos mercados globais. As bolsas na China, Hong Kong, Taiwan e Filipinas permaneceram fechadas por causa de um feriado.

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 fechou em queda de 0,7%. aos 4.724,5 pontos, depois de atingir o menor nível em cinco meses, de 4.710,0 pontos, durante a sessão. Ações dos setores de energia, finanças e consumo tiveram fracos desempenhos, enquanto os setores de telecomunicações, imobiliário e de saúde superaram o mercado mais amplo.

O índice Kospi, da Bolsa de Seul, terminou em baixa de 0,6%, aos 1.909,91 pontos, tendo em vista que as vendas de estrangeiros continuaram a pesar sobre o índice, disseram analistas. “Os estrangeiros venderam 2,2 trilhões de wons em ações domésticas nas últimas quatro sessões e 60% disso eram da Samsung Electronics”, afirou o analista Park Sung-hun, da Woori Investment & Securities.

 Fonte: Dow Jones Newswires. 

Tudo o que sabemos sobre:

açõesÁsiabolsa

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.