Bolsas asiáticas apresentam queda acentuada

Yolanda Fordelone

23 de novembro de 2011 | 08h08

As bolsas da Ásia fecharam no campo negativo nesta quarta-feira. Os temores sobre a economia dos Estados Unidos e da União Europeia voltaram a assombrar os investidores da região. Não houve negociações no Japão por ser feriado.

A Bolsa de Hong Kong apresentou queda pela sexta vez nas últimas sete sessões. Os temores sobre a crise da dívida da Europa e a contração na atividade manufatureira chinesa afastaram os investidores. O índice Hang Seng caiu 2,1% e fechou aos 17.864,43 pontos. As empresas chinesas lideraram a baixa entre as blue chips. China Shenua Energy perdeu 3,6% e China Coal Energy despencou 5%. Banco Industrial e Comercial da China (ICBC) deslizou 2,8% e China Life desabou 3,5%.

Já as Bolsas da China tiveram o sexto pregão seguido de baixa, com o aumento das preocupações sobre o crescimento da economia chinesa, após dados preliminares do PMI indicarem queda da atividade industrial no mês de novembro. O índice Xangai Composto caiu 0,7% e terminou aos 2.395,06 pontos. O índice Shenzhen Composto recuou 0,4% e encerrou aos 1.027,14 pontos.

As informações são da Dow Jones.

(Hélio Barboza, Ricardo Criez e Roberto Carlos dos Santos, da Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:

açõesÁsiabolsa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.