Bolsas asiáticas caem, com exceção dos principais mercados da China

Estadão

17 de dezembro de 2012 | 08h14

Antonio Rogério Cazzali e Lucas Hirata, da Agência Estado

TÓQUIO – As bolsas asiáticas fecharam em baixa, com exceção dos principais mercados da China, que avançou na sessão de hoje ante expectativas de que o governo de Pequim introduzirá mais medidas de estímulo para o consumo doméstico. No fim de semana, os líderes chineses realizaram a Conferência Central de Trabalho Econômico, na qual estipularam metas de política econômica para 2013.

No evento, as autoridades do país disseram que vão continuar implementando uma política monetária “prudente” e uma política fiscal “ativa” no próximo ano. Um comunicado emitido após a conferência destacou a importância da urbanização para o crescimento futuro.

O índice Xangai Composto fechou em leve alta de 0,5%, aos 2.160,34 pontos, ampliando os ganhos de 4,3% registrados na sexta-feira – a melhor sessão desde outubro de 2009. O índice Shenzhen Composto avançou 0,4%, para 819,58 pontos.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng recuou 0,4% para 22.513,61 pontos, seguindo os outros mercados da região, em meio à falta de fatores positivos durante o fim de semana e incertezas ante as negociações do abismo fiscal dos EUA. Nas Filipinas, o resultado também foi negativo. O índice PSEi fechou em queda de 1,5%, aos 5.623,85 pontos, estendendo a série de baixas para quatro sessões seguidas, uma vez que os investidores ainda estão realizando ganhos de ralis recentes.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:

Ásiabolsas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.