Bolsas asiáticas fecham em alta

Yolanda Fordelone

26 de outubro de 2011 | 08h04

A maioria das bolsas da Ásia fechou no campo positivo, apesar da baixa em Wall Street. Os investidores, contudo, andaram de lado, à espera do resultado da reunião de cúpula da União Europeia, que acontece mais tarde. Não houve negociações na Malásia e em Cingapura por ser feriado.

A Bolsa de Hong Kong se beneficiou das boas notícias sobre as perspectivas econômicas chinesas e teve o quarto pregão seguido de ganhos. O índice Hang Seng subiu 98,34 pontos, ou 0,5%, e fechou aos 19.066,54 pontos. As empresas relacionadas à China lideraram a alta. Chalco disparou 3,9%. Bank of Communications adicionou 2,4%.

As Bolsas da China encerraram em elevação pela terceira sessão consecutiva, com as esperanças de que Pequim provavelmente irá acomodar sua política macroeconômica para estabilizar o crescimento econômico. O índice Xangai Composto subiu 0,7% e fechou aos 2.427,48 pontos. O índice Shenzhen Composto ganhou 1% e terminou aos 1.012,70 pontos. As mineradoras de ouro dispararam: Zijin Mining teve rali de 6,3% e Shandong Gold-Mining saltou 5%. As imobiliárias se recuperaram com a presença de investidores em busca de ofertas de ocasião. Poly Real Estate adicionou 5,5% e China Vanke avançou 3,5%.

A Bolsa de Tóquio, porém, fechou em leve baixa, uma vez que a cautela dos investidores prevaleceu antes da tão aguardada reunião de cúpula da União Europeia, enquanto notícias relacionadas à divulgação de balanços influenciou ações como JFE Holdings, Nidec, Kao e Nintendo. O índice Nikkei 225 escorregou 13,84 pontos, ou 0,2%, para 8.748,47 pontos.As informações são da Dow Jones

(Ricardo Criez, da Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:

açõesÁsia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: