Bolsas asiáticas fecham em queda com preocupações sobre China

Yolanda Fordelone

25 de junho de 2013 | 09h00

Lucas Hirata, da Agência Estado

TÓQUIO – Os mercados de ações da Ásia fecharam em queda nesta terça-feira, com preocupações sobre a escassez de liquidez no sistema bancário da China. O índice Xangai Composto chegou a cair mais de 5% durante a sessão, no entanto reduziu perdas em meio a especulações de que o governo chinês pediu a investidores institucionais que comprassem ações de grandes bancos.

O índice Nikkei caiu 0,7%, para 12.969,34 pontos, após o recuo de 1,3% na segunda-feira, levando o Nikkei para um nível abaixo de 13 mil pontos pela primeira vez desde meados de junho.

O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês), mais uma vez, deixou de injetar liquidez no sistema por meio de suas operação de mercado aberto nesta terça-feira, o que, segundo analistas, não surpreendeu os investidores.

O índice Xangai Composto fechou em queda de 0,2%, aos 1.959,51 pontos, depois de recuar para 1.849,65 pontos durante a sessão, o nível mais baixo desde dezembro de 2008. O índice Shenzhen Composto caiu 0,2%, para 879,93 pontos, e o índice Hang Seng, de Hong Kong, recuou 0,2%, para 19.855,72 pontos. Em Taipé, o índice Taiwan Weighted fechou em queda de 1,2%, aos 7.663,23 pontos.

Grandes instituições financeiras lideraram a recuperação na China em meio a especulações de que fundos relacionados ao governo passaram a comprar ações para ajudar a elevar a confiança dos investidores. O Shanghai Pudong Development Bank subiu 3,7%, o Industrial & Commercial Bank of China ganhou 1,5% e o Agricultural Bank of China fechou em alta de 1,2%.

“Parece que o governo está pedindo que investidores institucionais comprem ações de pesos pesados, mas isso não vai durar, a tendência é de queda, logo, mais quedas estão chegando”, disse o investidor de varejo Jerry Chen, em Xangai.

Influenciado pela crise na China e pelas preocupações sobre o cronograma do Federal Reserve, dos EUA, em reduzir o seu programa de estímulo monetário, o índice Kospi, da Bolsa de Seul, recuou 1,0%, para 1.780,63 pontos, o nível mais baixo em um ano. Os investidores estrangeiros mantiveram a série de vendas pela 13ª sessão seguida em meio ao nervosismo no mercado.

Fonte: Dow Jones Newswires. 

Tudo o que sabemos sobre:

açõesÁsiabolsa

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.