Bolsas asiáticas seguem animadas com acordo europeu

Yolanda Fordelone

28 de outubro de 2011 | 08h11

As Bolsas da Ásia se mantiveram no campo positivo, estendendo os ganhos verificados na véspera. Os investidores decidiram reforçar as posições em ativos de risco, animados com o plano da União Europeia para resgatar a dívida da Grécia.

Este foi o caso na Bolsa de Hong Kong, que estendeu a alta pelo sexto pregão seguido. O índice Hang Seng teve elevação de 1,7% e fechou aos 20.018,89 pontos – na semana, o índice acumulou elevação de 11,1%. Entre as principais ações, o peso pesado HSBC saltou 4,2%. Entre as exportadoras, Esprit adicionou 4,3%,e Li & Fung disparou 5,4%.

As Bolsas da China tiveram elevação acentuada, na quinta sessão consecutiva de ganhos. Contudo, os mercados reagiram a fatores locais, com esperanças de que Pequim irá relaxar as medidas de aperto no setor imobiliário. O índice Xangai Composto subiu 1,6% e terminou aos 2.473,41 pontos, no maior fechamento desde 21 de setembro e com ganhos semanais de 6,6%. O índice Shenzhen Composto disparou 2,2% e encerrou aos 1.035,88 pontos. Entre as imobiliárias, China Vanke ganhou 3,1% e Poly Real Estate escalou 4,4%.

As informações são da Dow Jones

(Ricardo Criez, da Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:

açõesÁsia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: