Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bolsas da Ásia apresentam queda acentuada

Yolanda Fordelone

20 de março de 2012 | 08h09

Os mercados asiáticos fecharam no campo negativo nesta terça-feira. A maioria das bolsas da região teve queda acentuada, devido à realização de lucros e a notícias negativas vindas da China. Não houve negociações no Japão por ser feriado.

A Bolsa de Hong Kong fechou no vermelho pelo terceiro pregão seguido, em meio a uma consolidação após a forte sequência do início do ano. O mercado também seguiu o embalo negativo das bolsas chinesas por causa das preocupações sobre os decepcionantes resultados dos balanços bancários. O índice Hang Seng perdeu 227,05 pontos, ou 1,1%, e encerrou aos 20.888,24 pontos. A imobiliária Sun Hung Kai Properties esteve entre os principais perdedores do dia, com queda de 2,4%. New World Development baixou 1,5%, mesmo porcentual de recuo da Sino Land.

As Bolsas da China tiveram forte retração, devido à realização de lucros no setor financeiro e às perdas nas empresas de metais, por causa da baixa nos preços globais das commodities. O índice Xangai Composto caiu 1,4% e terminou aos 2.376,84 pontos. O índice Shenzhen Composto perdeu 2,2% e fechou aos 972,03 pontos. As corretoras lideraram o declínio.

O yuan fechou em baixa ante o dólar, devido à forte demanda por corporações, apesar dos esforços do banco central em conduzir a divisa chinesa a alta via taxa diária de referência. No mercado de balcão, o dólar terminou cotado em 6,3241 yuans, de 6,3233 yuans ontem. A taxa de paridade central dólar-yuan foi fixada em 6,3029 yuans, de 6,3082 yuans na véspera.

As informações são da Dow Jones.

(Antonio Rogério Cazzali, Ricardo Criez e Roberto Carlos dos Santos, da Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:

açõesÁsia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: