finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bolsas da Ásia têm ligeiras altas à espera de decisão do Fed

Yolanda Fordelone

25 de abril de 2012 | 08h19

As Bolsas da Ásia fecharam em ligeiras altas ou na estabilidade, em sua maioria, com os investidores à espera da decisão do Fed sobre os juros nos EUA mais tarde. Os robustos lucros da Apple favoreceram ações de empresas de tecnologia em alguns mercados. Na China, expectativa de mais afrouxamento monetário impulsionou os papéis do setor imobiliário. A Bolsa de Sydney, na Austrália, não operou por causa de feriado nacional.

O índice Nikkei ganhou 92,97 pontos, ou 1,0%, aos 9.561,01 pontos, após o declínio de 0,8% na sessão anterior. O volume global de negócios, no entanto, manteve-se moderado à frente do encontro do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) no final do dia, e da reunião do Banco do Japão (BOJ) sobre política monetária na sexta-feira. Somente 1,43 bilhão de ações foram negociadas, o volume mais baixo desde 16 de janeiro.

A Bolsa de Hong Kong terminou em baixa, com os investidores à espera da decisão sobre os juros nos EUA ao final do encontro do Fed hoje. Os olhos também estão voltados aos problemas de dívidas soberanas na Europa. O índice Hang Seng caiu 0,15% e fechou aos 20.646,29 pontos. A pior performance foi do portal de internet, que perdeu 4,7%, com realizações de lucros após alta de 7,6% no mês passado. Na direção oposta, Cnooc subiu 1,1% após a companhia informar alta de 3,7% em suas receitas no primeiro trimestre, devido ao aumento de preços do petróleo. Foxconn International, fornecedor da Apple Inc.’s, ganhou 2,7% após a gigante de tecnologia relatar fortes lucros no segundo trimestre fiscal.

As Bolsas da China terminaram em alta, com as empresas do setor imobiliário subindo na expectativa de mais medidas de afrouxamento monetário por parte de Pequim enquanto as empresas iniciantes listadas na ChiNext recuperaram-se de recentes perdas. O índice Xangai Composto avançou 0,8% e fechou aos 2.406,81 e o Shenzhen Composto teve alta de 0,9%, encerrando aos 944,65 pontos. Gree Real Estate e Shanghai Xinmei Real Estate atingiram os 10% de valorização limite diária e China Vanke ganhou 2,9%.

As informações são da Dow Jones.

(Antonio Rogério Cazzali, Carlos Mercuri e Roberto Carlos dos Santos)

Tudo o que sabemos sobre:

açõesÁsiamercado

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.