Bolsas da Europa caem após fraca demanda por bônus alemães

Estadão

23 de novembro de 2011 | 15h23

As bolsas de valores da Europa fecharam em queda nesta quarta-feira, com o principal índice da região fechando no menor patamar em sete semanas, após uma fraca demanda por bônus alemães em um leilão levantar novas preocupações com o contágio da crise e dados fracos no setor industrial chinês se somarem a temores sobre o débil crescimento global.

O índice FTSEurofirst 300 de ações europeias caiu 1,1%, para 904 pontos, menor nível desde 4 de outubro.

O fraco leilão na Alemanha alimentou temores sobre o impacto da crise da região sobre Berlim, com os investidores preocupados sobre os crescentes custos atrelados à crise.

Richard Batty, estrategista do Standard Life Investments, disse que a fraca demanda na operação foi uma surpresa.

“Está agora em chegando a um ponto em que os investidores estão ficando preocupados sobre a Alemanha estar pagando mais da conta da zona do euro. O país está sendo impactado pelo mesmo sentimento negativo de outras partes da zona do euro.”

Os papéis do concessor de empréstimos belga KBC recuaram 8,7%, sendo uma das principais quedas do dia, depois de o prêmio de rendimento do bônus de dez anos do governo do país sobre os da Alemanha atingirem novo recorde de alta desde a era do euro.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,29%, a 5.139 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX recuou 1,44%, para 5.457 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 caiu 1,68%, para 2.822 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib encerrou em baixa de 2,59%, a 13.915 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 registrou desvalorização de 2,09%, para 7.739 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 teve perda de 0,65%, para 5.229 pontos.

(Reuters)

Tudo o que sabemos sobre:

bolsaseuropa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.