Bovespa abre em alta, após mudanças no fundo de resgate da Europa

Yolanda Fordelone

29 de setembro de 2011 | 10h05

O dia mais uma vez é de indefinições nos mercados acionários em todo o mundo. Na Europa, as bolsas oscilavam em direções contrárias pela manhã e passaram a subir depois de a Alemanha ter aprovado mudanças no fundo de ajuda à Europa. No Brasil, a Bovespa abriu em alta de 0,28%, a 53.417 pontos.

O mercado futuro já indicava pela manhã que o dia seria de volatilidade. O Ibovespa futuro subia 0,69% às 9 horas, mas em 15 minutos zerou os ganhos.

Na Europa, Londres avança 0,23%, Paris, 1,29%, Frankfurt, 1,38%, e Madri, 1,25%.

 “É um dia com a agenda parada lá fora. Apesar dessas altas pontuais pela manhã, o mercado continua a seguir uma tendência de baixa”, diz o operador da corretora Icap, Rodrigo Falcão.

No horário, o dólar subia 0,11%, cotado a R$ 1,832.

Hoje o Parlamento alemão aprovou a legislação para ampliar o alcance e o volume do fundo de resgate da zona do euro, a Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, em inglês). O anúncio causa a alta de alguns mercados.

A agenda de eventos da Europa desta quinta-feira ainda traz como destaque a volta do grupo de representantes dos credores internacionais à Grécia para dar continuidade às negociações sobre a liberação da próxima parcela de auxílio financeiro aos gregos.

“Contudo, as preocupações com os problemas externos persistem. É preciso garimpar setores e empresas que tenham maior potencial de alta”, recomenda Falcão, ao citar Embraer, elétricas e boas pagadoras de dividendos em geral, além de consumo interno.

(Com Agência Estado)

Leia tudo sobre os mercados financeiros e a crise econômica nos Estados Unidos e Europa

Tudo o que sabemos sobre:

açõesbolsa

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.