Bovespa abre em alta com melhora de otimismo na Europa

Yolanda Fordelone

28 de novembro de 2011 | 11h04

A sinalização de uma resolução para as regras do uso do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (EFSF, na sigla em inglês) causa otimismo nos mercados nesta segunda-feira. As bolsas na Europa sobem e são acompanhadas pela Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que avançou 0,78%, a 55.320 pontos, na abertura.

“O mercado trabalha nessa possibilidade de definição da ajuda, mas nenhuma notícia oficial foi divulgada”, diz o operador da Renascença, Luiz Roberto Monteiro. Segundo notícia da agência Reuters, as regras operacionais detalhadas para o fundo de resgate estão prontas para serem aprovadas pelos ministros de Finanças da zona do euro na terça-feira. Amanhã, as autoridades fazem uma reunião.

No horário, a Bolsa de Londres valorizava-se 2,26%, Madri, 3,49%, Frankfurt, 3,59%, e Paris, 3,99%. O dólar cai 0,90%, aR$ 1866.

“Também é positiva a notícia de que Alemanha e França estão se acertando”, afirma Monteiro. Os dois países buscam agora um acordo radical para a zona do euro, com aprovação de todos os países do bloco.

Segundo alguns analistas, a inauguração da temporada de vendas de Natal nos EUA também pode estar animando os investidores, mas Monteiro não acredita no argumento. “A preocupação maior é com a Europa. É consenso que a economia dos EUA deve se recuperar mais lentamente, mas não deve passar por grandes problemas”, argumenta.

No Brasil, o destaque é o boletim Focus, do Banco Central, com a projeção de analistas para algumas variáveis macroeconômicas. O mercado projeta o juro básico (Selic) a 11% no fim deste ano, sinalizando assim que o Comitê de Política Monetária (Copom) deve cortar o juro em 0,5 ponto porcentual na reunião desta quarta-feira, a última de 2011.

bolsafrankfurt_SonyaSchoenbergReuters.jpg

 

Tudo o que sabemos sobre:

Bovespa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.