Bovespa acompanha Europa e abre em queda

Yolanda Fordelone

12 de dezembro de 2011 | 11h05

O mercado esperava uma espécie de “solução instantânea” para o problema da dívida dos países europeus, comenta o economista da Gradual Investimentos, André Perfeito. Diante da solução parcial da cúpula da União Europeia, hoje as bolsas reagem em baixa esperando um pronunciamento do Banco Central Europeu.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu em queda de 0,34%, a 53.038 pontos. “Os investidores esperam um pronunciamento mais claro sobre o que foi dito na semana passada”, diz Perfeito.

Na reunião da cúpula na semana passada, os líderes anunciaram um acordo de união fiscal entre 23 países da União Europeia, ficando de fora apenas Reino Unido. Perfeito diz discordar do mercado em querer algo de curto prazo. “Não é razoável imaginar que o problema seria resolvido em uma reunião.”

Segundo o economista, até  a postura do presidente do BCE, Mario Draghi, é vista com um pouco de ceticismo. Draghi afirmou que, apesar de o acordo indicar uma boa base para um pacto fiscal na região, “vários pontos ainda deverão ser aprofundados nos próximos dias”. A ameaça da Standard & Poor’s em rebaixar a nota de crédito de bancos e de alguns países também pressiona os mercados.

No momento, a Bolsa de Londres recua 0,57%, Paris, 1,30%, Madri, 1,97%, e Frankfurt, 1,74%. O dólar sobe 0,72%, a R$ 1,819.

No Brasil, o destaque foi a divulgação do boletim Focus, com a projeção de analistas para as principais variáveis macroeconômicas. A novidade desta semana é que o mercado espera um crescimento abaixo de 3% em 2011.

Tudo o que sabemos sobre:

açõesBovespa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.