Em dia volátil, Bovespa acompanha exterior e sobe 0,52%

Estadão

28 de novembro de 2012 | 18h06

Ana Luísa Westphalen

SÃO PAULO – A volatilidade imperou hoje e foi difícil a Bovespa se decidir entre o positivo e o negativo. Após passar toda a sessão sem rumo definido, encerrou em alta, em linha com a melhora das bolsas norte-americanas. Como as preocupações em relação ao abismo fiscal nos Estados Unidos seguem no radar, os investidores continuam preferindo evitar ativos de risco, o que limitou a Bolsa a alçar ganhos mais consistentes. As ações da Petrobrás ajudaram a puxar o índice para cima, enquanto os papéis da Vale operaram em direção contrária. O setor elétrico continua mostrando recuperação, apesar de o governo ter afirmado que nada mudou quanto ao prazo para assinatura dos contratos de prorrogação das concessões.

O Ibovespa encerrou o pregão de hoje em alta de 0,52%, aos 56.539,40 pontos. Durante a sessão, o índice oscilou entre 55.686 pontos (-1,00%), na mínima, e 56.591 pontos (+0,61%), na máxima do dia. No mês de novembro, a Bolsa acumula queda de 0,92%, e, no ano, perda de 0,38%. O giro financeiro somou R$ 6,464 bilhões. Os números são preliminares.

“O risco de abismo fiscal nos Estados Unidos continua como principal fator que gera a volatilidade que vemos hoje. Com volatilidade na veia, a nossa Bolsa fica neste sobe-e-desce”, resume o analista de investimentos da SLW Pedro Galdi. Durante a tarde, o presidente dos EUA, Barack Obama, disse que está fazendo sua parte para chegar a um acordo com o Congresso para evitar o chamado abismo fiscal. O comentário até animou os mercados na segunda metade dos negócios, embora os agentes careçam de indicações mais concretas de que esse risco será realmente afastado.

Entre as blue chips, as ações da Petrobrás ampliaram os ganhos ao fim da sessão, encerrando em alta de 0,68% as ON e 0,76% as PN. Na contra mão, Vale ON caiu 1,67% e as PNA recuaram 1,43 %.

As principais altas do Ibovespa hoje foram lideradas por B2W ON, com avanço de 11,79%, seguida por Dasa ON (+4,41%), Hypermarcas ON (+3,64%), Braskem PNA (+3,61%) e Cetip ON (+3,37%). As elétricas continuam em destaque, com Cesp PNB subindo 2,94% e Cemig PN, em alta de 2,69%.

Já os destaques de queda foram liderados por LLX ON (-4,92%), MMX ON (-3,61%), Embraer ON (-2,19%), Brookfield ON (2,11%) e Vale ON.

Em Wall Street, às 17h28, o índice Dow Jones registrava alta de 0,46%, o S&P500 subia 0,27% e o Nasdaq avançava 0,26%.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.