Bovespa acompanha forte otimismo da Europa e sobe

Yolanda Fordelone

27 de outubro de 2011 | 11h04

O acordo para tentar solucionar a crise europeia dá ânimo aos mercados nesta quinta-feira, 27 de outubro. Europa, Ásia e Brasil têm altas em seus mercados. A Bolsa de Valores de São Paulo abriu com ganhos de 0,07%, a 57.185 pontos.

Na madrugada, a União Europeia entrou em acordo com os bancos, os principais credores dos títulos gregos, acertando em 50% o desconto sobre a dívida da Grécia. Além disso, foi anunciado o socorro do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (EFSF, na sigla em inglês) em € 130 bilhões.

“Há uma diminuição do risco sistêmico no mercado”, explica o diretor de operações da I-Cash Investimentos, Salomão Santos. “Apesar do grande default, o mercado interpretou o acordo como uma atitude da Europa em relação à crise”, diz.

Agora, investidores devem seguir atentos à captação desses recursos do EFSF. Já há conversas com China e Japão. Pela manhã, a China elogiou o acordo, mas não comentou se irá investir no fundo. O Japão, segundo analistas, se mostra mais interessado, em parte porque sua moeda, o iene, vem se valorizando e prejudicando as exportações e a recuperação do país do terremoto de março.

“A notícia já repercutia no mercado antes da abertura”, afirma Santos. O Ibovespa Futuro abriu em forte alta de mais de 3%.

No momento, a Europa também reage bem ao acordo. A Bolsa de Londres avança 3%, França, 5,72%, Frankfurt, 5,16%, e Madri, 4,36%.

O dólar, na tendência contrária, cai 1,53%, a R$ 1,734.

 jornalLondres_APPhotoKirstyWigglesworth.jpg

Tudo o que sabemos sobre:

açõesbolsaBovespa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: