finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bovespa devolve ganhos de ontem e cai

Yolanda Fordelone

25 de outubro de 2011 | 11h06

Após um dia de forte alta da Bolsa de Valores de São Paulo, o mercado acionário tende a devolver parte dos ganhos de ontem. “A Bovespa seguiu principalmente os EUA, que exageraram na reação a dados positivos da China”, diz o operador de mesa institucional da Renascença, Luiz Roberto Monteiro. A Bovespa abriu em queda de 0,11%, a 56.829 pontos.

Ontem, foi divulgado o Índice de Gerentes de Compra (PMI, na sigla em inglês) da China, medido pelo HSBC em versão preliminar, que mostrou recuperação em outubro, subindo para 51,1, de uma leitura final de 49,9 em setembro. A alta do HSBC PMI foi a primeira desde março. O índice é um termômetro da atividade manufatureira nacional.

O dado deu ânimo às commodities e às empresas ligadas a elas. “Acho que foi uma valorização exagerada. O mercado tende a ficar de lado hoje e não sustentar essa alta”, avalia.

Na Europa, a tendência é negativa com investidores esperando a reunião de cúpula da União Europeia amanhã. Parte do mercado torce para que haja um aumento do fundo de ajuda Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês) e uma aprovação para utilização dos bancos com muita dívida grega na carteira.

No horário, Londres recuava 0,48%, Madri, 1,10%, e Paris, 1,20%.

Na agenda, o destaque é o anúncio da confiança do consumidor norte-americano, ao meio dia.

Enquanto isso, o dólar operava estável, a R$ 1,753.

Tudo o que sabemos sobre:

açõesBovespa

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.