Bovespa recua diante de desemprego na Espanha e PIB fraco dos EUA

Estadão

27 de abril de 2012 | 11h29

Economia & Negócios

SÃO PAULO – Após abrir em alta, a Bovespa perdeu força e passou a operar no campo negativo, pressionada pelas notícias ruins que foram divulgadas no exterior. Por volta das 11h20, o Ibovespa era negociado em queda de 0,37%, aos 61.969 pontos. No mesmo horário, Petrobrás ON caía 0,54% e PN recuava 0,88%, enquanto Vale ON e PNA perdiam 1,03% cada.

Segundo os analistas, os investidores adotaram uma postura mais cautelosa por conta da desaceleração da economia americana no primeiro trimestre do ano, na medida em que os gastos do governo recuaram e o acúmulo de estoques diminuiu.Segundo o Departamento do Comércio, o Produto Interno Bruto (PIB) do país cresceu à taxa anual ajustada pela inflação de 2,2%, abaixo da previsão dos economistas ouvidos pela Dow Jones de alta de 2,6%.

A forte alta da taxa de desemprego na Espanha no primeiro trimestre, que agravou o problema nas comunidades mais atingidas pela crise no país, também alimentou o clima de aversão ao risco entre os investidores. O índice de desemprego subiu para 24,44% no primeiro trimestre deste ano, ante 22,85% no quarto trimestre de 2011, informou o Escritório Nacional de Estatísticas.

Já o mau desempenho das ações da Vale na manhã desta sexta-feira refletia a surpresa do mercado com os baixos preços do minério praticados pela empresa no primeiro trimestre – um dos fatores que levou a mineradora a registrar queda no lucro no período.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.