Bovespa segue exterior e sobe mais de 4%; dólar recua e é cotado a R$ 1,701

Bianca Pinto Lima

27 de outubro de 2011 | 14h48

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera com forte valorização nesta tarde, em alta de 4,35%, aos 59.630 pontos. O mercado doméstico segue o movimento observado nas praças financeiras do exterior, que reagem com euforia ao pacote de resgate da União Europeia. No câmbio, o dólar testa novas mínimas e agora é cotado a R$ 1,701, em queda de 3,41%.

Em Nova York, as altas também são expressivas: Dow Jones ganha 2,83%, S&P 500 tem valorização de 3,36% e Nasdaq, termômetro do setor de tecnologia, sobe 3,49%.

Mais cedo, as bolsas da Europa dispararam e chegaram a fechar com alta superior a 6%. Paris ganhou 6,28%, Frankfurt subiu 5,35% e Londres teve alta de 2,89%. Já Madri subiu 4,96% e Milão valorizou-se 4,49%. Lisboa, por sua vez, teve alta de 2,61%.

As ações dos grandes bancos europeus dispararam nesta quinta-feira, dois deles fechando em alta de mais de 20%, depois do acordo entre o setor financeiro e líderes da União Europeia.

A zona do euro chegou hoje a um acordo com os credores privados da Grécia para uma baixa contábil de 50% em seus títulos da dívida do governo grego. Também foi acordado que o mecanismo de resgate do euro será alavancado em até cinco vezes.

Os líderes da região finalizaram ao amanhecer mais um acordo para socorrer a Grécia, que totaliza € 130 bilhões. O aumento do fundo de resgate contará com o dinheiro de países emergentes como China e Brasil para blindar o continente.

Texto atualizado às 16h11

(Com Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:

Bovespa; bolsas; mercados; ações

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: