finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

China não estabelece prazo para yuan entrar na cesta de moedas do FMI

Yolanda Fordelone

28 de outubro de 2011 | 08h24

Não há um prazo para incluir o yuan na unidade de empréstimo especial do Fundo Monetário Internacional (FMI), afirmou Zhang Tao, diretor do departamento internacional do Banco do Povo da China (PBOC, o banco central do país) e diretor executivo do FMI para a China.

A chamada SDR, que são direitos especiais de saque, é uma moeda artificial criada pelo FMI e composta por uma cesta de quatro moedas fortes: euro, dólar, libra e iene. Especialistas têm afirmado que expandir a cesta de moedas da SDR ajudaria a diversificar o sistema monetário internacional.

As informações são da Dow Jones.

(Danielle Chaves, da Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:

Chinayuan

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: