Dólar encerra 2012 com alta acumulada de 9,4%, cotado a R$ 2,045

Estadão

28 de dezembro de 2012 | 17h37

Silvana Rocha

São Paulo – Com a vigilância redobrada do governo e do Banco Central sobre o mercado de câmbio em dezembro, o dólar à vista encerrou a última sessão de 2012 com leve alta de 0,05%, cotado a R$ 2,045 no balcão. No entanto, a taxa Ptax de hoje, a última de 2012, encerrou em queda de 0,23%, a R$ 2,0435 – refletindo o fluxo cambial positivo pela manhã e interesses relacionados às rolagens de contratos futuros. Em 2012, a moeda norte-americana se valorizou 9,42% ante o real.

No mês, o dólar à vista acumulou queda de 3,86% no balcão. Isso após o BC fazer 11 leilões de linha e quatro ofertas de swap cambial (venda no mercado futuro), além de flexibilizar restrições ao ingresso de recursos no País. O arsenal de instrumentos cambiais foi necessário para combater o fluxo negativo mensal (comercial e financeiro), que somou US$ 7,067 bilhões até o dia 21, além da pressão derivada do exterior em razão da falta de um acordo para evitar o abismo fiscal nos Estados Unidos.

Nesta sexta-feira, houve forte liquidez no mercado de câmbio à vista, embora as cotações do dólar tenham oscilado entre margens estreitas. O fluxo cambial foi relativamente equilibrado, segundo um operador de tesouraria de um grande banco com forte atuação em comércio exterior.

“Houve um movimento vendedor pela manhã ligado ao fluxo positivo e interesses relacionados à formação de uma taxa Ptax mais para baixo”, disse a fonte, referindo-se à taxa diária definida pelo BC por volta das 13h20. Passado esse evento técnico, afirmou o mesmo operador, a liquidez diminuiu à tarde e o dólar acabou devolvendo a queda inicial e fechou com leve ganho.

O ajuste final de alta foi amparado pela preocupação dos agentes financeiros com a falta de um acordo entre o governo e o Congresso dos Estados Unidos para evitar o abismo fiscal. Se não houver um acordo até o dia 31, entrará em vigor automaticamente no dia 1º de janeiro uma série de corte de gastos e de aumento de impostos no país. O giro total à vista na clearing de câmbio somava US$ 5,129 bilhões (US$ 4,864 bilhões para liquidação em dois dias úteis).

No mercado futuro, às 17h07, o dólar para janeiro de 2013 estava em alta de 0,02%, a R$ 2,0435. O dólar com vencimento em 1º de fevereiro de 2013 subia 0,15%, a R$ 2,0555. Quatro vencimentos foram negociados, com giro total de US$ 19,583 bilhões (sendo US$ 18,370 bilhões com o dólar fevereiro de 2013).

Em Nova York, no mesmo horário, o euro estava em US$ 1,3218, ante US$ 1,3240 no fim da tarde de ontem. O dólar norte-americano subia ante o dólar australiano (+0,02%), o dólar canadense (+0,14%) e o dólar neozelandês.

Tudo o que sabemos sobre:

Dólar; mercados; câmbio

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.