Bolsas de NY, Canadá e México enfrentam problemas técnicos; BC dos EUA cancela operação

Bianca Pinto Lima

30 de novembro de 2011 | 13h55

Texto atualizado às 15h54

As bolsas de valores de Nova York, Canadá e México enfretaram problemas técnicos nesta quarta-feira. Ainda não há informações se as falhas estão relacionadas.

A NYSE, de Nova York, teve problemas no processamento das negociações e das cotações de 117 símbolos, segundo um comunicado enviado a traders após o início da sessão. Não está claro quais ações foram afetadas.

A operadora da bolsa de NY disse que registrou uma interrupção “temporária” que já tinha sido resolvida quando o comunicado foi divulgado, às 12h45 (de Brasília). O comunicado afirma que a recuperação “foi finalizada” e que todos os sistemas estão funcionando normalmente. A duração ou a causa do problema, que afetou seis estações de trabalho da NYSE, ainda não foram revelados.

Já a Bolsa de Toronto, no Canadá, informou que estava tendo dificuldades com símbolos iniciados com as letras de M até Z. A Bolsa canadense, operada pelo TMX Group, disse que está investigando as causas do problema e não forneceu maiores detalhes.

Os negócios na Bolsa de México foram igualmente interrompidos por causa de problemas técnicos, afirmou um operador local. Segundo ele, os negócios foram suspensos às 7h43 (de Brasília), quando o principal índice do mercado de ações do país, o IPC, operava em alta de 2,7%, a 36,684 pontos.

A Bolsa do México costuma interromper as negociações caso uma ou mais corretoras passem por problemas para interagir com as plataformas eletrônicas.

Fed cancela vendas da Operação Twist por falha

O Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) cancelou as operações de venda planejadas para hoje em razão de “dificuldades no sistema”, segundo comunicado divulgado no website do Fed de Nova York e confirmado por um porta-voz.

Originalmente o banco central norte-americano planejava vender entre US$ 8 bilhões e US$ 8,75 bilhões em Treasuries de curto prazo, como parte do programa Operação Twist. O porta-voz do Fed disse que a venda, na qual deveriam ser oferecidas notes com vencimento entre abril de 2013 e outubro de 2013, será remarcada em outra data.

No total, o Fed deve trocar US$ 400 bilhões em títulos de curto prazo do Tesouro norte-americano por papéis com vencimento mais longo, dentro da Operação Twist. Este mês, o banco central planejava adquirir US$ 45 bilhões em dívidas do governo por meio de 13 operações, e vender US$ 43 bilhões em seis transações. A operação cancelada em função do problema técnico hoje era a última do mês.

(Gustavo Nicoletta, Danielle Chaves e Álvaro Campos, da Agência Estado, e Dow Jones)

Tudo o que sabemos sobre:

bolsa de nova york

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.