Euro recua na Ásia após rebaixamento da Itália

Estadão

19 de setembro de 2011 | 22h41

Tóquio, 19 – O euro recuou no mercado asiático, depois de a Standard & Poor’s rebaixar o rating da dívida da Itália e de as conversações sobre a questão da Grécia não terem chegado a um acordo para a concessão de novos créditos ao país.

“O cenário na Europa não está melhorando, ponto. Eles podem remendar como quiserem a situação da Grécia, mas o problema vai persistir. Se não persistir na Grécia, será em Portugal, na Irlanda, na Itália ou na Espanha”, disse o trader Stuart Ive, da HiFX, em Auckland (Nova Zelândia).

Além do rebaixamento da Itália, ele observou que o jornal grego Kathimerini informou, em sua edição de segunda-feira, que o primeiro-ministro George Papandreou está cogitando convocar um referendo sobre se a Grécia deve ou não deixar a zona do euro (um funcionário do governo grego ouvido pela Dow Jones negou o informe e disse que conversas sobre um referendo são “cômicas”).

O iene, por sua vez, segue em baixa frente ao dólar, em meio a expectativas de nova intervenção do governo do Japão no mercado de câmbio.

Às 22h17 (de Brasília), o euro estava cotado a US$ 1,3645, de US$ 1,3685 no fim da tarde desta segunda-feira em Nova York, e a 104,46, de ? 104,89 em Nova York; o dólar estava cotado a ? 76,56, de ? 76,59 em Nova York.

As informações são da Dow Jones. (Renato Martins)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.