Europa fecha em alta com otimismo sobre nova cúpula; Bovespa sobe mais de 2%

Bianca Pinto Lima

24 de outubro de 2011 | 14h54

As principais praças financeiras da Europa iniciaram a semana em alta à espera da cúpula de líderes da União Europeia (UE) nesta quarta-feira. Londres subiu 1,08%, Frankfurt ganhou 1,41% e Paris fechou em alta de 1,55%. Já Madri subiu 1,18% e Milão valorizou-se 0,72%. Lisboa foi na contramão e recuou 0,28%.

No mercado doméstico, a Bovespa mantém a alta desde a abertura e agora sobe 2,33%, aos 56.541 pontos. Já o dólar recua 1,24%, cotado a R$ 1,7580. Em Nova York, os sinais positivos se repetem: Dow Jones ganha 0,66%, S&P 500 tem alta de 0,98& e Nasdaq, termômetro do setor de tecnologia, sobe 2,07%.

O Conselho Europeu confirmou nesta segunda a realização de uma nova cúpula de líderes nesta semana. O anúncio rebate especulações entre operadores do mercado de Londres de que a reunião poderia ser adiada.

No domingo, a UE concluiu mais uma cúpula anunciando que está próxima de um acordo para frear a crise. Um dos três pilares do plano foi praticamente fechado: a recapitalização dos bancos em mais de 100 bilhões de euros.

“A ideia é a de ter até quarta-feira um ambicioso pacote de medidas para salvar a estabilidade do mundo”, disse José Manuel Barroso, presidente da Comissão Europeia.

O principal problema é como ampliar o fundo de estabilidade da UE. Líderes da oposição na Alemanha afirmaram após reunião com Merkel que a Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, na sigla em inglês) deverá ter seu poder de fogo ampliado de € 440 bilhões para € 1 trilhão.

Os governos da zona do euro esperam que a EFSF seja capaz de proteger países como Itália e Espanha de serem engolidos pela crise de dívida.

(com Danielle Chaves, da Agência Estado)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: