finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

EUA mantêm injeção de dólares no mercado

nayarasampaio

18 de setembro de 2013 | 15h20

Atualizado às 16h27

Após dois dias de reunião, o banco central dos EUA, Federal Reserve (Fed) anunciou que vai manter as compras mensais de bônus em US$ 85 bilhões, contrariando a expectativa do mercado, que esperava a redução dos estímulos.

O Federal Reserve decidiu, conforme o comunicado, esperar mais evidência de progresso econômico sustentável.

“Alguns indicadores das condições do mercado de trabalho mostraram melhoria adicional em meses recentes, mas o desemprego se mantém em níveis elevados”, disse nota do comitê, que concluiu nesta quarta, 18, reunião de dois dias sobre a política monetária dos Estados Unidos.

O comunicado observou ainda que os riscos negativos para a economia e o mercado de trabalho se reduziram desde o ano passado. No entanto, o aperto das condições financeiras registrado em meses recentes poderia reduzir o ritmo de crescimento da economia.

Em outras palavras: o Federal Reserve considera que a situação econômica dos Estados Unidos ainda não está estável o bastante para que haja a retirada do estímulo monetário adicional.

A maioria dos economistas esperava que o Fed reduzisse suas compras mensais em modestos US$ 10 bilhões, o que sinalizaria o início do fim de um episódio sem precedentes de expansão monetária – cujos efeitos foram sentidos em todo o mundo.

O Fed também não alterou a taxa de juros, que permanece entre 0,0% e 0,25%. Segundo o comunicado, o Fed projeta um crescimento do PIB dos EUA entre 2,0% e 2,3% neste ano.

EUA mantêm injeção de dólares no mercado

Mercados reagem. Imediatamente após o anúncio do Fed, a cotação da moeda americana acentuou a tendência de baixa enfrentada pela manhã no Brasil. Por volta das 16h27, o dólar comercial estava renovou mais uma vez a mínima do dia, cotado a R$ 2,19, em queda de 2,7%

A reação na Bovespa foi positiva. Apesar de abrir o dia e passar toda a manhã quase estável, com leve queda, o Ibovespa apresentou alta de até mais de 2% após o anúncio do banco central americano.

Algo semelhante aconteceu na bolsa de Nova York. O índice Dow Jones entrou em tendência de ganhos, embora abaixo de 1% de valorização. Ritmo semelhante começou a ser observado na bolsa eletrônica Nasdaq.

VEJA TAMBÉM

Leia a íntegra do comunicado do Federal Reserve

Dólar em mercados emergentes cai após decisão do Fed

Tudo o que sabemos sobre:

ben bernankeeuafed

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.