Ibovespa fechou o dia com leve queda de 0,05%

Estadão

26 de dezembro de 2011 | 18h56

Claudia Violante, da Agência Estado


Abandonada à própria sorte, já que os mercados dos EUA, Reino Unido, Alemanha, França, Itália e Espanha – os que realmente importam – estavam fechados, a Bovespa apenas cumpriu tabela. Se na última semana o movimento já estava baixo por causa da proximidade de final de ano, nesta segunda-feira enforcada entre o Natal e o réveillon, os negócios rarearam.

O Ibovespa fechou o dia com variação negativa de 0,05%, aos 56.669,48 pontos, mínima pontuação do dia. Na máxima, registrou 57.856 pontos (+0,27%). No mês, acumula alta de 1,40% e, no ano, queda de 16,79%. Sem as principais referências externas, a Bovespa ficou praticamente estática o dia todo, confirmada pela pequena amplitude de seu principal índice à vista. Com a carência de investidores, os poucos negócios que ocorreram na sessão ganharam força para conduzir o índice. Foi essa a razão que fez a alta diminuir no finalzinho da tarde: Petrobras perdeu o fôlego e acompanhou Vale, siderúrgicas e bancos. Com isso, a Bolsa virou para baixo nos ajustes.

Vale ON terminou o dia com perda de 0,78% e PNA, -0,64%. Gerdau PN fechou em baixa de 0,55%, Gerdau Metalúrgica PN, +0,05%, Usiminas PNA, -0,19%. CSN ON, +0,80%. Bradesco PN, -0,29%, Itaú Unibanco PN, -0,55%, BB ON, -0,17%, e Santander unit, -0,86%. Petrobras ON terminou com baixa de 0,50% e a PN caiu 0,23%.

A agenda de eventos da Europa para a terça-feira (27) traz como destaque a reabertura dos mercados financeiros, que ficaram fechados na segunda-feira em razão das comemorações do Natal. A bolsa de Londres, no entanto, continuará fechada. Os horários são de Brasília.

Tudo o que sabemos sobre:

açõesbolsaBovespaibovespaPetrobrásVale

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.