carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Maioria das bolsas asiáticas começa semana no negativo

Estadão

26 de março de 2012 | 08h50

Antonio Rogério Cazzali, Ricardo Criez e Roberto Carlos dos Santos, da Agência Estado

A maioria dos mercados da Ásia começou a semana no campo negativo. Nesta segunda-feira, as bolsas da região sofreram com a realização de lucros e as notícias vindas da China. As Bolsas da Chna, Hong Kong e Tóquio, contudo, foram exceção e terminaram o pregão perto da estabilidade.

A bolsa de Tóquio sustentou a marca dos 10 mil pontos, se beneficiando do bom momento do iene e encorajando as apostas em ações de exportadoras relacionadas com chips, como Tokyo Electron e Shin-Etsu Chemical. O índice Nikkei ganhou apenas 6,77 pontos, ou 0,1%, e terminou aos 10.018,24 pontos, após queda de 1,1% na sessão de sexta-feira – foi a oitava vez seguida que o índice fechou acima do importante nível psicológico dos 10 mil pontos.

A Bolsa de Hong Kong fechou estável. Os ganhos em ações de imobiliárias acabaram ofuscados pelas perdas nos bancos chineses, dissipando as preocupações de que a vitória de Leung Chun-ying na eleição para chefe executivo de HK traria nervosismo ao mercado. O índice Hang Seng encerrou aos 20.668,86 pontos. Sino Land subiu 4% e New World Development teve rali de 3.8%. Bank of China caiu 1,9%, Banco Industrial e Comercial da China (ICBC) recuou 1% e Bank of Communications perdeu 0,7%.

A estabilidade também marcou os pregões nas Bolsas da China. Os ganhos no segmento bancário, com as esperanças dos investidores de que os bancos irão divulgar fortes resultados em 2011, terminaram contrabalançados pelo declínio nas imobiliárias. O índice Xangai Composto subiu apenas 0,1% e terminou aos 2.360,60 pontos. O índice Shenzhen Composto fechou aos 952,76 pontos. Hua Xia Bank avançou 1,4% e Industrial Bank escalou 1,1%. China Merchants Property Development desabou 2,3% e China Vanke deslizou 1,2%.

O yuan cedeu ante o dólar com forte demanda pela moeda americana por empresas, encobrindo o esforço do banco central de conduzir a divisa chinesa a recorde da alta pelo segundo dia consecutivo. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3140 yuans, de 6,3078 yuans sexta-feira. A taxa de paridade central dólar-yuan foi fixada em 6,2858 yuans, de 6,2891 yuans sexta-feira.

Em Taiwan, a Bolsa de Taipé encerrou o dia em baixa com realização de lucros após ganhos recentes. Os investidores também mostraram temor de que o esperado aumento nos preços da eletricidade prejudique o setor petroquímico e de aço. O índice Taiwan Weighted caiu 1,35% e terminou aos 7.967,62 pontos. Formosa Plastics recuou 3,4%, enquanto Formosa Petrochemical retrocedeu 2,3%.

A Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, fechou em baixa, em sessão instável, com ações de empresas químicas e de refinarias liderando as quedas diante da realização de lucros. O índice Kospi recuou 0,38% e terminou aos 2.019,19 pontos. Ações de empresas de tecnologia valorizaram com a alta nos preços de memórias DRAM: Samsung Electronics ganhou 1,1% e Hynix Semiconductor avançou 0,5%.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney fechou em leve baixa, com os investidores ainda preocupados com dados econômicos da China. O índice S&P/ASX recuou 0,18% e encerrou aos 4.262,80 pontos. As ações da Qantas subiram 2% após a aérea anunciar aliança estratégica entre a Jetstar, sua empresa de baixo custo, e a China Eastern Airlines.

Também sofrendo com a realização de lucros, a Bolsa de Manila, nas Filipinas, fechou em ligeira queda. O índice PSE perdeu 0,3% e terminou aos 5.029,63 pontos, com moderado volume de negociações. Os perdedores foram liderados pela Alliance Global, que recuou 1,8%.

A Bolsa de Cingapura terminou em baixa, seguindo os fracos resultados nos demais mercados da Ásia. O índice Straits Times caiu 0,5% e fechou aos 2.974,50 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, recuou 0,2% e fechou aos 4.031,70 pontos, com vendas de fundos locais de papéis de bancos e de empresas relacionadas a produtos de consumo.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, recuou 0,5% e fechou aos 1.188,32 pontos, acompanhando as perdas nos demais mercados regionais, e com investidores realizando lucros.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia , perdeu 0,2% e fechou aos 1.582,98 pontos, com realizações de lucros. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:

Ásiabolsas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: