Mercados mantêm cautela, de olho na Europa e em concordata nos EUA

Bianca Pinto Lima

29 de novembro de 2011 | 13h24

As bolsas novaiorquinas mantêm a cautela no pregão de hoje e procuram manter ganhos enquanto esperam pelo resultado da reunião do Eurogrupo e digerem o pedido de concordata da holding AMR e sua subsidiária American Airlines. Às 13h10 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,41%, o S&P 500 tinha alta de 0,47% e o Nasdaq avançava 0,13%. No Brasil, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu em alta, oscilou, e às 13h21, sobe 0,54%. No mercado de câmbio, o dólar é vendido a R$ 1,8450, em queda de 0,59%.

Nos Estados Unidos, os índices se acomodaram no terreno positivo apesar dos dados fracos do mercado imobiliário, que mostraram que o índice Case/Shiller de preços de imóveis em 20 cidades subiram apenas 0,1% no terceiro trimestre, com queda de 0,6% em setembro. Na comparação anual, a queda dos preços foi de 3,6%.

Na Europa, a Itália pagou os maiores yields (retorno ao investidor) desde a introdução do euro, de quase 8%, em seu leilão de três bônus com vencimentos diversos. O lado bom é que conseguiu vender praticamente todo o lote, perto do teto de 8 bilhões de euros.

A expectativa do mercado agora está no final do encontro dos ministros da zona do euro, o chamado Eurogrupo, previsto para as 14h (de Brasília), e a esperança é de que seja anunciado algum aumento da Linha de Estabilidade Financeira Europeia (EFSF, em inglês).

Tudo o que sabemos sobre:

Rebaixamento dos EUA; Bolsas despencam

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.