Petrobrás e Vale sobem e impedem queda maior da Bovespa

Estadão

20 de junho de 2012 | 17h32

Alessandra Taraborelli, da Agência Estado

SÃO PAULO – A Petrobrás e a Vale foram as estrelas do dia e impediram a Bovespa de registrar uma queda mais forte hoje. O Federal Reserve confirmou o script ao prorrogar a Operação Twist até o fim do ano. Tanto que, na segunda etapa do dia, a Bolsa ficou a maior parte do tempo em campo positivo e mudou de direção após a fala do presidente do Fed, Ben Bernanke, acompanhando a queda das bolsa nova-iorquinas, mas logo voltou para o positivo, embora não tenha se mantido em alta no final.

O Ibovespa encerrou com leve queda de 0,05%, aos 57.166,55 pontos. Com isso, o índice reduziu a alta no mês para 4,91% e ainda sustentou leve ganho no ano, de 0,73%. Na mínima, o índice atingiu 56.529 pontos (-1,17%) e, na máxima, chegou aos 57.611 pontos (+0,73%). O giro financeiro somou R$ 6,752 bilhões. Os dados são preliminares.

As ações da petroleira encerraram com ganho de 1,32% na ON e 1,27% na PN, ainda sob a expectativa de que o combustível irá sofrer um reajuste de 15%, conforme informaram ontem, à Agência Estado, fontes ouvidas pela jornalista Sabrina Valle.

“Tem muitos fundos vendidos em Petro e estão aproveitando para repor a carteira. Na dúvida, compra e depois resolve. Se vier o aumento, ótimo”, disse um experiente operador, justificando a continuidade do movimento de valorização dos papéis.

Já as ações da Vale reduziram as altas e fecharam com ganho de 0,29% a ON e 0,35% a PNA. No mercado internacional, os contratos futuros dos metais básicos fecharam quase todos em baixa na London Metal Exchange (LME), após diminuírem as esperanças de que o Fed anunciaria hoje novas medidas de estímulo econômico.

Logo cedo, a autoridade monetária norte-americana confirmou o que o mercado esperava, a prorrogação da Operação Twist, que venceria no fim deste mês, para o final do ano. No meio da tarde, o presidente da instituição, Ben Bernanke, afirmou que o banco central estava otimista demais com a recuperação da economia e que os dados econômicos mais recentes têm sido “um pouco decepcionantes”.

Em uma entrevista coletiva, Bernanke defendeu o Fed de críticas de que a autoridade monetária não está fazendo todo o possível para ajudar a economia. Segundo ele, o Fed está fornecendo estímulos consistentes para a economia e mantém uma postura altamente acomodatícia.

Em Nova York, o índice Dow Jones encerrou com queda de 0,10%, o S&P 500 caiu 0,17% e o Nasdaq registrou leve ganho de 0,02%.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.