Petróleo fecha em alta com comentário de Draghi e especulação sobre estímulo

Estadão

26 de julho de 2012 | 19h19

Ricardo Gozzi, da Agência Estado

NOVA YORK – Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta hoje na bolsa mercantil de Nova York (Nymex), beneficiado pelos comentários do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, sobre o euro e pelo aumento da expectativa de novas medidas de estímulo econômico.

Em declarações feitas hoje em Londres, Mario Draghi defendeu o euro, sinalizando que as autoridades europeias podem estar mais próximas de decisões conjuntas e que o BCE talvez estaria preparado para tomar medidas para derrubar os custos de empréstimos dos governos do bloco.

“Nós acreditamos que o euro é irreversível. Não são palavras vazias. As ações que estamos tomando o tornarão irreversível”, assegurou o presidente do BCE.

Os comentários de Draghi fizeram com que o euro atingisse sua mais elevada cotação em uma semana e os yields dos bônus da Espanha e da Itália recuassem de suas recentes altas. A alta do euro em relação ao dólar favoreceu o petróleo e outras commodities denominadas na moeda norte-americana.

No entanto, dados contidos no relatório semanal sobre os estoques comerciais de petróleo dos EUA inibiram uma alta mais acentuada da commodity. O petróleo para entrega em setembro fechou em alta de US$ 0,42 (0,47%) na Nymex, a US$ 89,39 por barril. Na plataforma eletrônica ICE, o Brent para setembro subiu US$ 0,88 (0,84%), para US$ 105,26 por barril. As informações são da Dow Jones.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.